Unifeob e Lucas Bassi entregam 800 kg de doações para duas entidades assistenciais

Unifeob e Lucas Bassi entregam 800 kg de doações para duas entidades assistenciais

Os alimentos e produtos de higiene e limpeza foram arrecadados no Desafio dos 42 KM

Na tarde da última quinta-feira (2), estudantes da Unifeob e o corredor Lucas Bassi entregaram cerca de 800 kg de produtos arrecadados (alimentos e materiais de higiene e limpeza) para duas organizações da sociedade civil de São João da Boa Vista: o Lar Vicentino São José e a Igreja Quadrangular Tabernáculo da Esperança. “No fundo eu sabia que o sanjoanense iria abraçar a causa, mas confesso que não esperava tantas doações”, afirma Bassi. “Ver a alegria das entidades foi muito gratificante, algo que eu não havia sentido até então”.

“Nós recebemos 20 cestas básicas fechadas de um único doador, mais umas 10 cestas sortidas, que o pessoal foi doando durante o evento”, relata o coordenador do curso de Educação Física da Unifeob, Francisco “Chico” Neto. “Foram alimentos como arroz, açúcar, macarrão, caixas de leite, sal, farofa, farinha de mandioca, muita variedade”.

“Nós exercitamos com os estudantes também as competências de solidariedade e fraternidade para poderem aprender a ajudar o próximo – uma das missões principais da educação”, diz o coordenador de Educação Física, Chico Neto

Chico explica que a Unifeob promove esse tipo de ação por conta da responsabilidade que assume com a sociedade. “Nós exercitamos com os estudantes também as competências de solidariedade e fraternidade para poderem aprender a ajudar o próximo – uma das missões principais da educação”, ressalta. “E é ajudar o próximo com conhecimento, habilidades, competência e também gestos de solidariedade. Nesse momento de pandemia, a gente não podia ficar de fora”.

Desafio dos 42 KM

O montante foi doado de 20 a 22 de junho, por conta da Live do Bem – Desafio dos 42 KM, em que Bassi correu a distância de uma maratona na esteira ao vivo, acompanhado pela coordenadora do curso de Medicina Veterinária da Unifeob, Cristiane “Kika” Figueiredo, que completou a distância de meia-maratona (21 km). “O esporte é uma excelente ferramenta para guinar a saúde e a vida. Algo transformador que ensina muitos valores”, diz Bassi. “Várias pessoas nos disseram que receberam um ‘chacoalhão’ para vencer o sedentarismo e poder melhorar a qualidade de vida depois da live”.