Artigo científico de estudante da Unifeob é publicado em livro de anatomia

Artigo científico de estudante da Unifeob é publicado em livro de anatomia

O trabalho já havia recebido menção honrosa em um congresso da Sociedade Brasileira de Anatomia

Ter seu trabalho publicado em um livro é um reconhecimento para poucas pessoas. Na Unifeob, a estudante Amanda Curcio de Lima, do curso de Medicina Veterinária, conseguiu. Ela contou com a ajuda da professora de Morfofisiologia, Celina Mançanares, que a orientou durante o processo. Todo o conteúdo está disponível on-line: o artigo científico “Estudo das características morfológicas do ducto arterioso em fetos bovinos” pode ser encontrado no capítulo 9 do livro “O Estudo da Anatomia Simples e Dinâmico”, da editora Atena, na página 58.

Leia o artigo de Amanda no livro “O Estudo da Anatomia Simples e Dinâmico”

Amanda se diz honrada por ter contribuído com um capítulo de livro. “É um sentimento muito grande de conquista e dever cumprido, pois foi fruto de um trabalho árduo, muito produtivo e desenvolvido com seriedade”, conta. O convite para a publicação foi feito após apresentar o estudo em um seminário do XXVIII Congresso Brasileiro de Anatomia e XXXIX Congresso Chileno de Anatomia da Sociedade Brasileira de Anatomia, realizado em João Pessoa – PB em 2018, onde recebeu menção honrosa. “A sensação de poder disseminar o conhecimento não tem preço”, defende a estudante.

“É uma forma de transmitir o conhecimento de informações que servirão de base para outras pesquisas e complemento de material para aulas. Para os estudantes, é importante para melhorar o currículo e facilitar a entrada em programas de residência e mestrado, além de ampliar o conhecimento em várias vertentes”, afirma a professora. “E para o Centro Universitário é um reconhecimento de grande valia, pois enfatiza a qualidade da Unifeob na formação de profissionais capacitados”.

Produção do artigo

Tema de iniciação científica, a pesquisa foi desenvolvida por um ano. “Para a coleta de materiais de estudo, acompanhamos a rotina de um frigorífico da região”, relembra Celina. O material era levado ao Laboratório de Morfologia da Unifeob para ser dissecado e preparado para o processamento e confecção das lâminas histológicas. “A gente avaliava no microscópio para analisar alterações ocorridas na estrutura ao longo do desenvolvimento fetal”, explica.

“A sensação de poder disseminar o conhecimento não tem preço”, diz a estudante de Medicina Veterinária da Unifeob, Amanda Curcio de Lima

Com os dados obtidos, Amanda produziu o relatório final e escreveu o artigo científico. “Adquiri uma experiência incrível e tive a oportunidade de trabalhar com diversas áreas da Medicina Veterinária. Analisar os dados e as imagens e comparar com a literatura existente exigiu muito cuidado”, relata. Ela destaca que a orientação foi indispensável. “A professora Celina foi minha orientadora desde o começo do curso, nossos encontros eram quase diários. Ela sempre me apoiou, incentivou e mostrou como aproveitar todas as oportunidades”.

Segundo as pesquisadoras, o estudo poderá auxiliar nas áreas clínica e cirúrgica por conter a análise de aspectos anátomo-topográficos do ducto arterioso desde sua formação até seu fechamento, além de fornecer conhecimento básico sobre aspectos morfofisiológicos capazes de ancorar o desenvolvimento de novos ramos de pesquisa acerca desta estrutura. “É uma contribuição científica muito relevante, aborda temas importantes e escassos da morfologia do ducto arterioso em bovinos”, ressalta a professora Celina.