Idosos do Lar São Vicente recebem festa da Fisioterapia UNIFEOB

Idosos do Lar São Vicente recebem festa da Fisioterapia UNIFEOB

Depois, todos foram ver as luzes natalinas da cidade a bordo do trenzinho

Nada representa mais o clima natalino que fazer o bem ao próximo. Os estudantes de Fisioterapia da UNIFEOB já participam de ações voluntárias no Lar São Vicente de Paulo durante o ano todo; quando chega dezembro, porém, preparam uma bela festa com direito a apresentações musicais, homenagens e até passeio de trenzinho pela cidade decorada e iluminada. “Nós trabalhamos há 17 anos aqui. Os idosos são atendidos três vezes por semana com fisioterapia individual e em grupo”, relata a professora de Geriatria, Marina Betito Torres, responsável pelo evento. “Para fechar, a gente faz essa linda festa de Natal”.

A comemoração aconteceu na tarde de segunda (9) e contou com a participação de 40 universitários do último módulo do curso. Eles fizeram a alegria de mais de 60 moradores do Lar São Vicente.  Colaboradora da instituição, a Irmã Ambrosina dos Santos Faria destaca a importância do trabalho realizado pela UNIFEOB. “O restabelecimento desses idosos é muito mais eficiente quando os estudantes estão aqui”, defende. “Ficamos até tristes quando eles saem de férias (risos). Mas muito felizes por esse trabalho tão bonito de recuperação. Parabéns para a Fisioterapia da UNIFEOB, vocês são dez”.

Irene Amorim Machado, 72 anos, é moradora do Lar São Vicente há um ano e cinco meses. A fisioterapia transformou sua vida. “Eu não andava. Eu não tinha equilíbrio”, conta emocionada. “Tem um estudante, o Gabriel Moreira da Silva, devo muito a ele, fez muito por mim. Ele está no meu coração. Mas todos são dedicados. Agora eu faço tudo, tudo eu posso”.

Homenagens

Músicas natalinas tradicionais foram entoadas pelo coro de acadêmicos acompanhado por moradores e funcionários do Lar São Vicente. A estudante Carla Cristina de Oliveira aproveitou para cantar com sua mãe ao violão e emocionou a todos os presentes. “A música é algo que atinge o coração das pessoas com mais facilidade. Palavras cantadas são como orações feitas duas vezes”, afirma. “Quando você canta, você leva a pessoa a imaginar, experimentar e usufruir daquele momento. É muito especial”.

Além da festa, os homenageados receberam lembranças personalizadas preparadas pela professora Marina e entregues pelo bom velhinho, que apareceu para tornar o dia ainda mais especial. “Um dos graduandos se vestiu de Papai Noel e distribuiu os presentes. São chaveiros com o nome dos moradores, porque cada um tem a chave do próprio quarto. Também temos um minipanetone, por ser um símbolo do Natal, além de várias outras coisas para homens e mulheres”, explica a professora.

Trenzinho

À noite, todos se reuniram para passear de trenzinho e apreciar a iluminação natalina de São João da Boa Vista. “Os estudantes se dispuseram a vir, ajudar os pacientes, mesmo os acamados e debilitados, que não andam. A gente se divide, faz força, pega no colo, coloca no trem e passeia” conta Marina. “Esse ano foi especial porque conseguimos levar eles à noite. Era um grande sonho meu, porque a cidade está linda e é um momento único para eles verem toda essa beleza”. Ela ressalta também as outras comemorações organizadas pelo curso de Fisioterapia da UNIFEOB. “Na Páscoa, distribuímos ovos de chocolate para os moradores e fazemos um evento falando do real significado da data. Depois temos a Festa Junina e encerramos o ano com essa celebração de Natal”.

Imagem (5)