Estudantes da UNIFEOB estão entre os 32 selecionados do 2º HackLab FNESP

Estudantes da UNIFEOB estão entre os 32 selecionados do 2º HackLab FNESP

Os estudantes do segundo módulo de Administração e representantes do programa Aluno Tutor de Tecnologia Google da UNIFEOB, Leonardo Moraes e Rafaela Pan estarão em São Paulo, nos dias 25, 26 e 27 de setembro, na sede do Semesp, para o HackLab FNESP. “Eles são alunos sensacionais, despontaram no Hackathon e agora em um evento de amplitude continental. Essa é nossa proposta, gerar empregabilidade e pessoas que estão alinhadas com a nova realidade do mercado”, comenta o professor Rodrigo Marudi.

O evento é uma maratona empreendedora em que universitários têm a oportunidade de desenvolver ideias inovadoras para problemas reais do Ensino Superior brasileiro. Os projetos criados pelos participantes serão apresentados para mais de 700 gestores educacionais durante uma sessão final do 21º FNESP – o maior Fórum de Educação Superior da América Latina. A equipe vencedora receberá um prêmio de R$ 8.000 e três meses de aceleração da startup.

“A expectativa é agregar conhecimentos e trazer uma bagagem de experiências para casa”, comenta Leonardo. “Eu acho que vai agregar muito, tanto em questões pessoais, quanto em questões profissionais pois vou poder aplicar o que aprendi dentro da empresa em que eu estiver inserida, acho que isso é o mais legal”, completa Rafaela.

Leonardo também ressalta que um dos objetivos dele é se tornar um professor universitário, e que essa maratona será mais uma oportunidade para ajudar ele a construir novos conceitos de educação. “Eu acredito que o evento pode proporcionar uma visão nova para os participantes, por dois principais motivos. O primeiro porque vamos trabalhar seguindo os novos conceitos de cultura Maker e cultura Hacker, o que instiga os indivíduos a serem criativos e ‘pensar fora da caixa’. E depois porque a problemática a ser resolvida envolve a educação”, afirma.

O HackLab FNESP conta com 32 alunos brasileiros ou estrangeiros, com matrícula vigente em 2019 em cursos de graduação de Instituições de Ensino Superior Privadas ou Públicas que, divididos seis Startups deverão solucionar um problema relacionado ao ensino superior brasileiro. “Estou muito ansiosa, principalmente sabendo o tanto de conhecimento que posso adquirir lá, ainda mais com todos os outros profissionais presentes, acho que vai ser uma das melhores experiências que terei na vida”, finaliza Rafaela.