Batata aquece economia, gera emprego e eleva renda na região, segundo coordenador da Unifeob

Batata aquece economia, gera emprego e eleva renda na região, segundo coordenador da Unifeob

Por O Municipio

Em plena colheita, a batata de inverno é a principal cultura que a região possui e uma das que mais geram renda e emprego. Isso é o que garante o professor José Rodolfo Brandi, coordenador do curso de Engenharia Agronômica da Unifeob. “Apesar de a região ser bem diversificada, a batata de inverno é uma cultura de evidência econômica muito grande”, ressaltou.

Que tal começar sua carreira na Engenharia Agronômica da Unifeob, curso com nota máxima na avaliação do MEC? Clique aqui para saber mais!

Dados levantados pelo O MUNICIPIO apontam que a região de Vargem Grande do Sul produz cerca de 60% de toda a batata de inverno do país, o que demonstra a força econômica dessa cultura na região. Brandi ressalta que o setor agrícola foi um dos que não pararam em momento nenhum na pandemia de Covid-19 e destaca que o mercado de trabalho para profissionais desta área está aquecido.

“As empresas têm procurado muitos profissionais recém-formados e estagiários em razão da demanda. Elas têm feito essa parceria com a Unifeob, integrando o profissional desde o estágio, o que aumenta bastante a possibilidade de contratação depois de formado. O setor agrícola continua em alta”, disse.

Formação

O coordenador acredita que este é um momento bom para a agricultura e diz que a pandemia também serviu para demonstrar ainda mais a importância deste setor para o país. Por isso, afirma que o mercado de trabalho continuará aquecido para os profissionais do campo, em especial para aqueles com curso superior.

Clique aqui para acessar a reportagem no site do jornal O Municipio

Sobre a Engenharia Agronômica, Brandi destaca que o Centro Universitário oferece uma grande estrutura para os alunos, com uma Fazenda-Escola à disposição, com área de estufa, casa de vegetação, salas de aulas, entre outros. Além disso, a instituição educacional oferece laboratórios no campus: de microbiologia, microscopia, de solo. “Tudo isso auxilia os alunos no aprendizado”, completou.

Batata

Recentemente, o Centro Universitário conseguiu autorização de uma outorga de área irrigada na Fazenda-Escola. Trata-se de uma licença de irrigação com pivô em uma área de 10 hectares. “E isso permite que a gente toque inúmeros experimentos com os alunos aqui dentro e com empresas parceiras”, contou. E para 2021 já está programado um grande projeto em parceria com a Cooperbatata (Cooperativa dos Bataticultores da Região de Vargem Grande do Sul) e outras empresas.

“As empresas têm feito essa parceria com a Unifeob, integrando o profissional desde o estágio, o que aumenta bastante a possibilidade de contratação depois de formado. O setor agrícola continua em alta”, diz o coordenador de Engenharia Agronômica da Unifeob, José Rodolfo Brandi

“Está previsto para termos um dia de campo relacionado à cultura da batata na Fazenda-Escola. As empresas implantarão em cada local o seu tratamento e demonstrarão os produtos usados na cultura. E tudo isso com auxílio e chancela da Cooperbatata, para que as empresas possam mostrar a eficiência ao produtor. E os alunos estarão envolvidos em todas as atividades. Se tudo der certo será uma grande contribuição para o setor”.

Curso

O coordenador da Engenharia Agronômica lembra que ainda é possível entrar no curso até o dia 31 de agosto e que os interessados podem fazer a inscrição pelo site www.vestibular.unifeob.edu.br.