Ansiedade é tema de webinar da Unifeob

Ansiedade é tema de webinar da Unifeob

Em decorrência da mudança de rotina e hábitos imposta pela pandemia, a ansiedade pode se manifestar e atrapalhar o dia a dia de qualquer pessoa. Para falar sobre esse tema, a área de Gente e Gestão da Unifeob promoveu na última semana um webinar com as psicólogas Fabiana Bozelli, coordenadora do curso de Psicologia, e Tamires Camargo, mentora do curso e analista de Gente e Gestão. ”As pessoas têm tido um excesso de preocupação, seja com o risco de contaminação, com seus familiares ou até mesmo com a situação econômica do país”, diz Fabiana. “Se não tratada, a ansiedade pode se tornar uma doença séria, com sintomas não só psíquicos, mas também físicos”.

O conteúdo foi estruturado de modo a introduzir o assunto (conceito; benefícios e malefícios; sintomas físicos, emocionais, comportamentais e cognitivos), inseri-lo no contexto da quarentena e oferecer métodos para lidar com isso da melhor forma. “Foram desde técnicas utilizadas na Psicologia até documentários e aplicativos que podem ajudar”, cita Tamires. “O grande intuito foi ressaltar que se sentir ansioso é normal e que nós podemos conviver com isso.”

A live contou com a participação ativa dos internautas, que interagiram com perguntas, e da neuropsicóloga e docente da Unifeob, Marcela Prado. “Ela contribuiu muito com sua formação nas respostas e na questão fisiológica da ansiedade”, relembra Tamires. “O tema é muito amplo. Dessa forma, cada profissional, com sua especialidade, pode oferecer maior explanação sobre o assunto”.

“Se não tratada, a ansiedade pode se tornar uma doença séria, com sintomas não só psíquicos, mas também físicos”, diz a coordenadora de Psicologia da Unifeob, Fabiana Bozelli

Ansiedade

A lista abaixo contém sintomas comuns de ansiedade. Caso manifeste alguns, recomenda-se que entre em contato com um psicólogo para obter um diagnóstico.

  • Insônia
  • Perda ou aumento de apetite
  • Agitação
  • Tensões e medos exagerados
  • Pensamento negativista
  • Oscilação de humor
  • Cansaço
  • Desânimo intenso
  • Déficit de atenção
  • Incapacidade de sentir prazer

 

Fabiana destaca que ficar ansioso é uma reação natural do organismo e parte dos mecanismos de defesa da mente. “Serve para sinalizar alguma situação diferente como, por exemplo, mudanças em nossa rotina, lidar com algo que ainda não dominamos ou desconhecemos, situações não planejadas ou que não nos preparamos para viver”, esclarece. “O que diferencia isso de algo mais grave é a intensidade e o excesso de preocupação, que pode ser gerado por toda situação que estamos vivendo”.