Profissionais e estudantes de Pedagogia participam do Simpósio de Formação Pedagógica da Unifeob

Profissionais e estudantes de Pedagogia participam do Simpósio de Formação Pedagógica da Unifeob

O evento reuniu especialistas para discutir o atual panorama e o futuro da educação

O 2º Simpósio de Formação Pedagógica da Unifeob foi realizado on-line e reuniu diversos profissionais da área para aprender, trocar experiências e debater os rumos da educação. “Estiveram presentes professores das redes municipais de São João da Boa Vista e das cidades da região, de educação Infantil e Fundamental 1, além dos nossos estudantes e ex-alunos do curso de Pedagogia”, relata a coordenadora Patrícia Furlanetto, organizadora do evento.

“A gente vai ter que ser reinventar de muitas formas, principalmente por termos experimentado o uso mais intensivo da tecnologia”, disse o reitor da Unifeob, João Otávio Bastos Junqueira, na abertura do evento

De 15 a 18 de setembro, foram cinco palestras, 17 oficinas e mais de 4,5 mil visualizações até o momento. A abertura foi feita pelo reitor João Otávio Bastos Junqueira, que destacou a importância do tema escolhido: “Os desafios de uma educação inovativa”. “É uma pauta absolutamente atual, é muito relevante que uma instituição de ensino possa discutir isso em tempos de aceleração. A gente vai ter que ser reinventar de muitas formas, principalmente por termos experimentado o uso mais intensivo da tecnologia”, disse.

Patrícia lembra a necessidade de buscar inovação atualmente. “Esta é a hora da ruptura, da transformação, da reinvenção e da revolução educacional que tanto defendemos. O ‘novo normal’ para alguns pode significar o fim de uma era, mas para outros, será o início. A tecnologia ganhou atenção, mas como meio e não como fim educacional”, salienta. “2020 já faz parte da história do mundo e será lembrado e estudado por várias gerações”.

Tradução simultânea em Libras

A novidade foi a participação de duas intérpretes de Língua Brasileira de Sinais (Libras) durante as palestras: a professora de apoio da rede básica de São João da Boa Vista, Gabriela Manchin, e a professora e interlocutora da rede municipal de Casa Branca, Vivilaine de Jesus. Este foi mais um decisivo passo da Unifeob rumo à inclusão de todas as pessoas.

“Todo mundo amou a transmissão, nos sentimos honrados com a presença delas. É a primeira vez que temos uma tradução simultânea em Libras. Elas são apaixonadas pelo que fazem, é um ótimo trabalho”, destaca Patrícia.