Professoras de Arquitetura e Urbanismo participam do ENEBIM 2018

Professoras de Arquitetura e Urbanismo participam do ENEBIM 2018

Duas professoras do curso de Arquitetura e Urbanismo participaram do Encontro Nacional sobre Ensino de BIM, o ENEBIM 2018. O evento aconteceu entre os dias 17 e 19 de setembro, na UNICAMP, em Campinas (SP).

Os professores Marina do Valle Andrade, Poliana Figueira Cardoso e Rodrigo Scheren apresentaram o pôster intitulado “Aplicação de BIM na matriz curricular de Ensino Superior”. BIM é uma sigla em inglês que significa “Building Information Modeling”, com a tradução Modelagem da Informação da Construção.

O BIM é um conjunto de informações geradas e mantidas durante todo o ciclo de vida de um edifício. Ele serve para que o conjunto de tecnologias e processos sejam integrados desde  a criação, a utilização e a atualização de modelos digitais de uma construção, de modo colaborativo, de forma a servir a todos os participantes do empreendimento, potencialmente durante todo o ciclo de vida da construção.

A UNIFEOB tem se dedicado e virado referência nesse assunto. “É importante mostrar que estamos realizando esse ensino no curso de Arquitetura e Urbanismo de forma gradual e a cada semestre, não de forma isolada, como a maioria dos cursos de Ensino Superior fazem atualmente”, comenta Poliana.

O encontro contou com palestras e mesas redondas e reuniu professores, pesquisadores, instrutores e consultores da área para compartilhar suas ideias, com o objetivo de estimular a troca de experiências e capacitação.

Dentre os palestrantes deste ano estava o Professor Dr. Mohammad Kassem, da Northumbria University, que apresentou o instrumento de diagnóstico de adoção do macro BIM.

“Estivemos em contato com a maior personalidade do mundo nessa área e tivemos a oportunidade de trocar experiências com outros professores e pesquisadores conhecidos mundo a fora. Percebemos que estamos no caminho certo em relação ao nosso trabalho no ensino. E, também com esse compartilhamento de experiências, podemos melhorar nossas  atividades no meio acadêmico”, finalizou Poliana.