Artigos Científicos de estudantes da UNIFEOB são apresentados em Cuba

Artigos Científicos de estudantes da UNIFEOB são apresentados em Cuba

Ter um trabalho apresentado em uma convenção fora do país, este é o sonho de muitos estudantes e que se tornou realidade para Ana Carolina Lavoura e Ana Paula Garcia, da UNIFEOB, que foram representadas por duas professoras do curso de Enfermagem na III Convenção Internacional de Saúde Pública, em Cuba. Os temas abordados pelas universitárias foram a Síndrome de Down e o Autismo.

Tudo começou com o Trabalho de Conclusão de Curso. Ana Carolina escreveu um artigo científico sobre “a Síndrome de Down e o Impacto Familiar”, enquanto Ana Paula dissertou sobre a “Detecção Precoce do Autismo”. “Decidi que esse seria o tema quando passei a observar que era algo de alta incidência e poucos tinham conhecimento sobre o que realmente era essa alteração genética. Meu trabalho detalhou características da síndrome, resultados dos profissionais de enfermagem ao lidar com o assunto e toda a trajetória do impacto que as famílias sofrem ao descobrir”, explicou Ana Carolina.

Já a pesquisa bibliográfica de Ana Paula teve como objetivo verificar o conhecimento dos profissionais da enfermagem sobre o autismo, bem como os sinais característicos para uma detecção precoce.

Após a apresentação dos TCC’s, as estudantes foram incentivadas a inscreverem-se na III Convenção Internacional de Saúde Pública e tiveram suas publicações aceitas. “Fiquei extremamente feliz quando soube de que seria apresentado na convenção internacional. É gratificante ver meu artigo sendo conhecido internacionalmente, isso estimula continuar na área da pesquisa”, relembra Ana Carolina.

As estudantes foram representadas na convenção pelas professoras Larissa Della Libera Miranda, Priscila Mengali Serraico e Daniela Bertolin. “Me senti extremamente feliz e grata pela oportunidade por todo o empenho das docentes e pelo reconhecimento. Acontecimentos como esse nos motivam ainda mais a realizar pesquisas, pensar de maneira científica, sermos melhores universitários e melhores profissionais, além de contribuir para o currículo de um recém-formado”, finaliza Ana Paula.