Arquitetura e Urbanismo é bicampeã de Práticas Bem-Sucedidas

Arquitetura e Urbanismo é bicampeã de Práticas Bem-Sucedidas

A docente Caroline Santesso implementou a gamificação para os estudantes

A chuva da noite de ontem, 30 de janeiro, não esfriou os ânimos da equipe da UNIFEOB; reunidos na quadra poliesportiva da Sede do Palmeiras, os colaboradores assistiram às apresentações do segundo e último dia do Programa de Práticas Bem-Sucedidas em Sala de Aula “Ilza Agostinho”, fechamento do Simpósio de Desenvolvimento Profissional de Docentes e Tutores realizado durante esta semana.

Após deliberação das profissionais da área educacional convidadas, a vencedora foi anunciada: Caroline Antonelli Santesso, professora de Arquitetura e Urbanismo. “Eu fiquei bem surpresa, estou muito feliz. Com apoio de todo mundo, a gente conseguiu esse resultado”. Ela enfatiza a participação de todos os docentes de seu curso, que conquistou o reconhecimento pelo segundo ano consecutivo. “Tive muita colaboração dos professores e também o incentivo do coordenador Ricardo Ciacco”.

“O objetivo é a gente compartilhar o estamos fazendo bem”, diz o reitor João Otávio Bastos Junqueira. “A premiação é algo muito legal, mas quem ganha é o coletivo. A gente sai daqui melhor do que entrou”. O pró-reitor acadêmico Roberto Junqueira fez uma avaliação positiva do evento. “É muito gratificante. Eu gostaria de agradecer aos que tiveram a coragem de vir até aqui para apresentar, bem como à nossa equipe, à organização e aos apoiadores”.

Gamificação

“A gente fez uma revisão de conteúdo com questões para auxiliar os estudantes no Enade (Exame Nacional de Desempenho de Estudantes) e também no final do curso, para relembrar tudo que aprenderam ao longo dos anos”, explica Caroline. A proposta se destacou pela possibilidade de ser implementada em qualquer área do conhecimento. “É um game para rever conteúdo de uma forma divertida, então pode ser usado antes de provas ou quando quer que seja necessário”.

Todas as análises foram feitas pela comissão de avaliação convidada. “Nós ficamos surpreendidas pela qualidade dos trabalhos e das práticas. Cada um deles atendeu a todos os requisitos propostos no Projeto Pedagógico Institucional”, afirma a conselheira da Associação Brasileira de Educação a Distância (ABED) e co-fundadora do Guia EaD Brasil, Fernanda Furuno, uma das juradas. Ela pondera que a gamificação é uma tendência para a atual geração, muito ligada a isso. “O que nos chamou a atenção no trabalho foi o desafio de engajar os estudantes do último ano com conteúdo do curso todo, trabalhar com a interdisciplinaridade e motivá-los a fazer uma avaliação, um desafio de todas as instituições”.

Oficinas Google

Quatro oficinas da Google for Education foram ministradas no Prédio F do Campus Mantiqueira durante todo o dia. Os participantes puderam aprender sobre avaliações digitais, realidades virtual e aumentada, ensino híbrido, aprendizagem baseada em projetos e sala de aula invertida.

“O uso do Google Sala de Aula se tornou imprescindível para atividades acadêmicas, como acompanhamento de TCCs (Trabalhos de Conclusão de Curso), avaliações e distribuição de recursos digitais como podcasts”, relata o gestor de novas experiências de aprendizagem Marciel de Oliveira Rocha, da Nuvem Mestra, consultoria de tecnologias educacionais referência na América Latina. Professores que usam as Ferramentas Google se mantém em constante atualização e em sintonia fina com os estudantes”.

Soft Skills

Fernanda Furuno também ministrou a oficina “A importância dos tutores no desenvolvimento das Soft Skills nos alunos EaD”, no Prédio A do Campus Mantiqueira. “Eu quis reforçar a necessidade de criar empatia com o estudante EaD, entender seus problemas e dificuldades e propor soluções. O desenvolvimento dessas habilidades atitudinais é algo com que a UNIFEOB já trabalha bastante”.

Tais competências têm sido cada vez mais requisitadas pelo mercado no século XXI. “Quem estuda por EaD geralmente desenvolve habilidades como persistência, organização, disciplina e responsabilidade, tanto em relação a prazos quanto ao cumprimento das atividades. É um diferencial que precisa ser ressaltado”.

Leia no link a seguir um de seus artigos que enfatizam a utilidade das soft skills:

desafiosdaeducacao.grupoa.com.br/soft-skills-alunos-ead