como-funciona-o-intercambio

Para abrir as portas do mundo acadêmico, a UNIFEOB estabelece parcerias internacionais em prol da educação e do conhecimento. Os estudantes da instituição têm a oportunidade de ampliar suas fronteiras, participando de disciplinas, cursos e estágios em universidades conveniadas, assim como recebemos alunos e professores para troca de experiências.

O Comitê de Network da UNIFEOB iniciou o projeto em Portugal, nas Universidades de Évora e Coimbra e com o Instituto Nacional de Bioenergia. Porém, na intenção de expandir, estabelecemos canais de comunicação com instituições na Espanha, Argentina, nos Estados Unidos e no Canadá, para programas futuros.

Por meio do Banco Santander, nossos estudantes também têm acesso à bolsa de estudos em universidades estrangeiras, com início das aulas no 1º semestre de 2020, mediante seleção. Clique aqui para saber mais. 

Todas e parcerias alcançadas tem o objetivo de romper fronteiras pelo Brasil e pelo mundo, para que todos tenham ensino superior de qualidade.

Parcerias

universidade_aberta_de_portugal UC_PR

logo_uevora-300x300

 

UNIFEOB firma parceria com Universidade Aberta de Portugal

A UNIFEOB, em parceria com a Universidade Aberta de Portugal (UAB), oferece oportunidade de estudos internacionais para seus estudantes, professores e colaboradores.

O acordo de cooperação é uma possibilidade de ensino a distância nas modalidades de graduação e pós-graduação. Para usufruir desse benefício, estudantes devem estar devidamente matriculados; e professores e colaboradores devem ter vínculo com o Centro Universitário Fundação de Ensino Octávio Bastos.

A parceria faz parte do programa de Internacionalização da instituição, que tem o intuito de ampliar a visão de mundo, estabelecendo contato com outras culturas e conhecimentos técnicos em universidades parceiras fora do Brasil. E a UNIFEOB também abre suas portas para professores e alunos de instituições estrangeiras.

Conheça a UAB: http://portal.uab.pt/

 

 Parceria América/UNIFEOB

download

 

 

 

 

 

Pensando em facilitar todo o trâmite burocrático do estudante que queira fazer a Internacionalização e ainda ajudá-lo no país de escolha, a UNIFEOB fechou uma grande parceria com o América Cursos e Viagens.

Assim, o América oferece todo o suporte, desde a retirada de passaportes e compra de passagens, gratuitamente.

Além de oferecer preços especiais nos cursos de idiomas, passagens aéreas e pacotes para eventos internacionais.

Estudante de Engenharia Agronômica participa de intercâmbio em Portugal

aline_2

Segundo os dicionários, intercâmbio é uma troca. Além disso, é também o relacionamento recíproco entre nações. Um momento sonhado por muitos jovens, pois permite a troca de experiências entre diferentes culturas, aprender na prática um novo idioma, o exercício da autonomia e, claro, um grande crescimento pessoal.

Aline Constantino, estudante do 6º módulo de Engenharia Agronômica, sempre quis fazer intercâmbio e viu na parceria entre UNIFEOB e Santander Universidades uma oportunidade imperdível.

Desde o início da graduação, Aline conta que se interessou por programas de intercâmbio, mas encontrava empecilhos, principalmente na falta de recursos. Foi quando uma ação na UNIFEOB trouxe a chance de estudar no exterior. “Eu já conhecia os programas do Santander e, quando eu vi a ação do banco na UNIFEOB, já entendi que poderia haver uma parceria. Também assisti a uma live do Reitor João Otávio em Portugal, em que ele falava do convênio entre UNIFEOB e Évora, então pensei: é a minha chance”, relembra.

A estudante de Engenharia Agronômica inscreveu-se para o processo seletivo e a expectativa só aumentou.

Aline tem domínio do inglês, mas está animada com as vantagens de estudar em um país de língua portuguesa. Profissionalmente, a universitária também tem muitas expectativas. “Espero adquirir muito conhecimento teórico e prático, principalmente em culturas que não são tão comuns em todo território brasileiro, como viticultura e olivicultura. Estou curiosa para conhecer o método de ensino e dinâmica curricular portuguesa, porque têm disciplinas parecidas com a nossa. Pretendo fazer muito networking e voltar com uma visão profissional mais aperfeiçoada”, explica.

Sabendo que esta é uma grande oportunidade, Aline tem um conselho para seus colegas universitários. “Se esforcem e corram atrás. Procurem se informar, sejam curiosos e sempre pensem fora da caixa, não importa se o seu objetivo é um intercâmbio, se formar ou conseguir um emprego melhor. É aquele ditado: ‘quanto mais duro eu trabalho, mais sorte eu tenho’. Desejo muita sorte para todos nós”.

No ano passado, mais quatro estudantes da UNIFEOB foram selecionados por meio do Programa Universidades

Marla Ketellin Alves Ferraz é estudante de Arquitetura e Urbanismo e foi uma das selecionadas. “Como uma amante de novas culturas, eu não vejo a hora de mergulhar de cabeça nessa aventura cheia de novas experiências, possibilidades e aprendizados. Me sinto muito privilegiada e honrada em ter sido uma das selecionadas e estou ansiosa para vestir a camisa (ou o uniforme, risos)”, comenta.

O estudante do curso de Fisioterapia, João Guilherme Baptista Coelho, foi outro selecionado e irá, em julho, para o Instituto Politécnico de Coimbra, também em Portugal. “Ser contemplado com a bolsa foi a conquista de um sonho, levo comigo uma frase que tem muito sentido em minha vida: ‘Você é o único responsável pelo seu sonho’. E hoje estou colhendo frutos de todo esforço e dedicação durante o período acadêmico”, comemora.

Gabriel Martinez Bonora, estudante de História, também foi para a Universidade de Coimbra. “Enviar um futuro historiador medievalista brasileiro para ‘historiar’ em Portugal, numa das universidades mais antigas do mundo, muito se assemelha em revelar ao Brasil se Capitu traiu ou não Bentinho”.

Por fim, Lara Marques Ricardo da Silva, estudante de Ciências Biológicas, fecha o grupo selecionado para o intercâmbio e também estudará na Universidade de Coimbra. “Para mim é uma oportunidade única e uma grande honra fazer o Intercâmbio representando a UNIFEOB. Nunca me senti tão feliz e realizada”.