Acontece na Unifeob

Global Game Jam será em formato híbrido pela primeira vez

A maratona que reúne entusiastas de criação de games acontecerá remota e presencialmente no Campus Mantiqueira da Unifeob.

Que o mercado de games movimenta bilhões e é um dos mais importantes atualmente, todo mundo já sabe. Mas como ingressar nessa atividade tão complexa, divertida e recompensadora? Uma das melhores formas de sentir o gostinho de criar um jogo do zero até a fase de testes é a Global Game Jam (GGJ), evento anual realizado gratuitamente no mundo todo para pessoas com diferentes habilidades se reunirem em equipes multitalentosas e colocarem a mão na massa ao longo de um final de semana inteiro.

Em São João da Boa Vista, a sede regional da maratona estilo hackathon será novamente o Prédio F do Campus Mantiqueira da Unifeob, de 28 a 30 de janeiro. As duas primeiras edições aconteceram presencialmente em 2019 e 2020; no ano seguinte, por causa da pandemia de Covid-19, as equipes fizeram a integração e o desenvolvimento dos projetos remotamente; e a novidade para 2022 é o formato híbrido, em que a opção pela interação real ou virtual será de cada participante. As inscrições podem ser feitas pelo link: ggjsaojoao.github.io/2022.

“É um evento internacional, uma oportunidade única para fazer networking, testar habilidades técnicas e emocionais, sair da inércia e colocar a mão na massa”, diz o organizador Rodrigo Marudi

“Teremos uma transmissão simultânea para quem estiver participando remotamente”, garante o organizador Rodrigo Marudi, coordenador do setor de Conexão da Unifeob. “Valem todos os tipos de jogos, contanto que sejam feitos em 48 horas e adequados ao tema secreto, revelado no dia da abertura. As equipes podem ser de qualquer tamanho, inclusive individuais, e existe a opção de implementar até quatro diversificadores [desafios extras]. Também teremos diversificadores locais em nossa sede”.

Estrutura

A Unifeob se responsabiliza pelo oferecimento de mentores, infraestrutura para desenvolvimento, alojamentos para descansar ou dormir, pufes distribuídos pelo local, wi-fi de alta velocidade, empréstimo de notebooks, café, água gelada e equipamentos. No cronograma oficial, estão agendadas atividades diversas como refeições (café da manhã e jantar), apresentações musicais, fotos oficiais, play tests, sorteio de brindes, eleição dos melhores projetos e premiação.

“É um evento internacional, uma oportunidade única para fazer networking, testar habilidades técnicas e emocionais, sair da inércia e colocar a mão na massa. As Game Jams são fundamentais para a indústria e cultura de desenvolvimento de jogos”, afirma Marudi. “E para quem nunca teve qualquer contato com a criação de games, faremos um pré-evento, uma oficina de design, layout e música para aquecer o pessoal”.

Regras do jogo

Para participar, não é preciso possuir qualquer experiência prévia com game design, basta ter paixão pela área, por storytelling, música, ilustração, programação, roteiro, arte, educação, criação de conteúdo, entre outros. “Independentemente de serem amadores ou profissionais, sintam-se à vontade para contribuir com qualquer área relacionada direta ou indiretamente ao desenvolvimento de jogos”, convida o organizador.

E vale criar de tudo: jogos digitais, de tabuleiro, de cartas, de realidade virtual, que envolvam hardware, esportes e gincanas ao ar livre, salas de escape, vídeos interativos, histórias interativas, livros-jogos, modificações de jogos já existentes, aventuras de role playing game (RPG) e o que mais a imaginação das equipes inventar. “Também são bem-vindos artefatos de suporte aos jogos, como vídeos de streaming e até mesmo cosplays”, acrescenta.

Global Game Jam

A Global Game Jam é o maior evento internacional de criação de jogos, realizado em diversas locações físicas pelo mundo e também remotamente. Segundo o site oficial, sua missão é desenvolver a criatividade, compartilhar experiências e fomentar a expressão pela linguagem universal dos jogos. Em 2020, 46,7 mil pessoas compareceram no mundo todo e algumas sedes oficiais chegaram a receber mais de 1,5 mil indivíduos.

Os participantes se reúnem para desenvolver ideias, formar grupos e elaborar jogos criativos e inovadores para apresentá-los à comunidade global – tudo em um período de 48 horas. Desde 2013, a gestão é da Global Game Jam Incorporated. “O público é carente desse tipo de evento. Aqui vêm pessoas de Ribeirão Preto, Andradas, Campestre, Águas da Prata, Aguaí, Poços de Caldas e Vargem Grande do Sul, por exemplo”, relata Marudi. “Não existem outros encontros como esse na região”.

Compartilhe:
Share on facebook
Facebook
Share on linkedin
LinkedIn
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp

Recomendados