Por razões pessoais não poderei continuar meus estudos na UNIFEOB, como faço para não sofrer prejuízos acadêmicos e financeiros decorrentes desta decisão?

O aluno que, por razões pessoais, não puder continuar seus estudos e tiver que interrompê-los por um certo período, pode se valer do chamado direito de TRANCAMENTO DE MATRÍCULA. Haverá assim uma interrupção temporária legal dos estudos, dando o direito também ao aluno de renovar sua matrícula, tão logo seja possível. No entanto, para que o aluno proceda ao pedido e alcance o atendimento, algumas regras deverão ser observadas:

  • O aluno deverá estar em dia com suas obrigações acadêmicas e financeiras com a Instituição:
  • O aluno deverá fazer matrícula (em todas as disciplinas da série);
  • O aluno deverá renovar sua matrícula a cada semestre, caso as disciplinas do curso a que esteja vinculado sejam oferecidas;
  • O trancamento não é válido para alunos ingressantes (aqueles que estejam cursando os dois primeiros semestres letivos).

Atenção: O trancamento não poderá exceder de quatro períodos letivos consecutivos. Caso isso ocorra, o aluno perderá o direito à vaga, devendo submeter-se a um novo processo seletivo de ingresso. O período de trancamento não será computado para efeito de contagem do tempo de integralização do curso. Uma outra situação merece ser destacada: O aluno, no momento da rematrícula, caso opte por retornar aos estudos, deverá sujeitar-se ao currículo em vigor, cumprindo as eventuais adaptações decorrentes de mudanças ocorridas durante o trancamento. As obrigações financeiras do aluno com a UNIFEOB serão interrompidas no mês subsequente ao pedido de trancamento e retomadas na rematrícula.