UNIFEOB realiza o 1º Fórum de Prevenção ao Suicídio

UNIFEOB realiza o 1º Fórum de Prevenção ao Suicídio

No dia 27 de setembro, a Escola da Saúde e o Núcleo de Apoio Psicopedagógico da UNIFEOB realizaram o 1º Fórum de Prevenção ao Suicídio, com o objetivo de conscientizar o público quanto à incidência cada vez maior de suicídios na população e a responsabilidade social da UNIFEOB ao compartilhar informações ligadas ao tema, entendendo
que a primeira medida preventiva é a educação.

Conforme explica Dra. Helga Hinkenickel Reinhold, uma das organizadoras do evento, a situação merece atenção. “O suicídio tornou-se um problema de saúde pública. Os dados são alarmantes, segundo a OMS – Organização Mundial da Saúde, muitos casos poderiam ser prevenidos”.

Em campanha ao Setembro Amarelo, mês de prevenção ao suicídio, foram abordados temas como Prevenção e Mitos, com a psicóloga Dra. Helga Hinkenickel Reinhold; os aspectos epidemiológicos do suicídio e a rede de atenção, com o enfermeiro Edimilson Manoel; os aspectos jurídicos, com o advogado William Cardozo Silva; assim como os aspectos médicos, com o médico psiquiatra e neurologista infantil Pedro Pacheco.

Participaram do Fórum 98 estudantes dos cursos de Enfermagem e Fisioterapia da UNIFEOB.

Setembro Amarelo

A campanha de prevenção ao suicídio do mês de setembro foi iniciada no Brasil pelo CVV (Centro de Valorização da Vida), CFM (Conselho Federal de Medicina) e pela ABP (Associação Brasileira de Psiquiatria).

O tema visa sensibilizar e conscientizar a população sobre os altos índices de suicídio no mundo e que há a possibilidade de prevenção dessas mortes. Segundo a Associação Internacional de Prevenção do Suicídio (IASP), há 25 vezes mais tentativas. No Brasil, 830 pessoas buscam a morte todos os dias, ou seja, em média uma pessoa a cada dois minutos.