SER EDUCADOR: O QUE FAZEMOS NA VIDA ECOA PARA A ETERNIDADE

SER EDUCADOR: O QUE FAZEMOS NA VIDA ECOA PARA A ETERNIDADE

Os alunos do curso de Pedagogia do módulo mostraram nesse primeiro bimestre que vieram para serem grandes profissionais.

Com o intuito de desenvolver a Comunicação, Comprometimento e Trabalho em Equipe; a Unidade de Ensino PRÁTICA PEDAGÓGICA DE FORMAÇÃO EDUCATIVA trabalhou com o tema: SER EDUCADOR: O QUE FAZEMOS NA VIDA ECOA PARA A ETERNIDADE.

Através de textos e vídeos, a profissão do Pedagogo foi tratada com seriedade por todos. Com trabalhos desenvolvidos através de paródias, teatros, jograis e vídeos motivacionais, mostraram o porquê de ser professor, os desafios brasileiros na Educação, a qualidade na educação no século XXI e os equilíbrios necessários para se trabalhar nessa área. .

A partir do vídeo Motivacional “O Gladiador”, refletiram sobre a frase: “o que fazemos na vida, ecoa para a eternidade” e o resultado foi emocionante.

Alguns resultados:

Paródia: Água pra vida inteira.

Ah, eu já não sei o que fazer

Seca, falta d’água com a chuva atrasada

A população não quer saber

Já economizo, mas o povo gasta água!

Agora vou falar a verdade

A água é essencial pra viver

Vamos nos conscientizar sociedade!

Cuide do futuro agora, ou tchau, tchau humanidade…

 

Não desperdice, economize

O banho não precisa ser de uma hora

Eu quero a,a,a,a,a,a,água pra vida inteira

Não só pra hoje, eu quero a,a,a,a,a,a,água pra vida inteira

 

 


Paródia: O que fazemos hoje se eterniza

 

O que fazemos nessa vida se prolonga

Então porque não tentar mudar a nossa história

E foi por isso que eu quis ser professora

Pra ver crescendo no futuro minhas vitórias.

 

Acredito no ensino e é por isso que estudo

Ser professora é querer mudar o mundo

É para isso que precisamos aprender

Que depende de nós o professor que vamos ser

 

Não ser covarde e estar pronta pro combate

Sobre o salário deixe de recalque

E mesmo sendo poucas entre mil

Com força de vontade mudaremos o Brasil

 

Preguiça e má vontade por favor que passe longe

Nesse emprego precisamos de dedicação

Porque é preciso deixar isso muito claro

O que faz hoje se eterniza meu irmão

 

Com um trecho do Filme: Vem dançar comigo, uma grande reflexão e resenha crítica sobre motivação e ser capaz.

 

História contada: Laura e Maria. Um simples gesto pode mudar a vida do outro. Devemos nos importar com o outro.

 

Um questionamento?  “O que fica de mim por onde eu passo? O que deixamos de nós por onde passamos?”

 

Um pequeno poema: A criança sobe e desce todo dia ela cresce. Querendo informação do nosso mundo cidadão. A criança é esperta, e tem todo direito de saber. Toda criança é especial e precisa do essencial: amor, carinho e educação, para o futuro da nossa nação.

 

Com objetos nas mãos e laços brancos nos punhos representando a paz; a flora , a fauna e a sociedade foram apontadas através dos seguintes objetos: BANDEIRA DO BRASIL, CAMISA BRANCA, LÁPIS, VASO DE FLORES, LIVROS, RELÓGIO, ÁGUA.

 

 

Professores também cozinham:  Bolo do Futuro

 

3 Copos de amor

2 Xícaras de educação

5 Colheres (sopa) de força de vontade

200g de respeito

½ Xícara de tolerância

2 Copos de dedicação

2 Colheres (sopa) de foco

100g de consciência

2 Litros de dignidade

1 Lata de persistência

 

Modo de preparo

Primeiro, coloque o amor e a educação em banho maria. Acrescente a força de vontade, respeito e a tolerância. Em seguida acrescente a dedicação, o foco e misture. Bata a consciência e aos poucos vá acrescentando a dignidade. Bata até ficar firme. Despeje em uma forma untada com persistência, e leve ao forno pré-aquecido (180°C) 45 á 50 minutos.

Logo após terá o tão esperado bolo do futuro.

OBS: Nunca acrescente a seu bolo ingredientes que impedirão o seu crescimento; desanimo, pessimismo baixa auto-estima. Lembre-se que tudo o que fazemos refletirão sobre o que serão nossas vidas!

Lembremos sempre:

“Na medida em que o homem cria, recria e decide, vão se formando as épocas históricas. E é também criando, recriando e decidindo como deve participar nessas épocas. É por isso que obtém melhor resultado toda vez que, integrando-se no espírito delas, se apropria de seus temas e reconhece suas tarefas concretas.”

Paulo Freire, 1979

 

 Professora Daniella Vieira