Reforma Trabalhista é tema de mesa-redonda na UNIFEOB

Reforma Trabalhista é tema de mesa-redonda na UNIFEOB

No dia 15 de março, os estudantes do curso de Gestão de Recursos Humanos organizaram uma mesa-redonda com foco na discussão sobre a reforma trabalhista, com o objetivo de estarem integrados a esse momento histórico e a essa discussão em que as frentes trabalhadoras, empregadoras e sindicais são chamadas a refletir sobre a atuação de cada uma dentro desse cenário.

O Projeto de Lei 6787/2016, que está em tramitação no Congresso Nacional, trata sobre as possíveis alterações no Decreto-Lei nº 5.452, de 1º de maio de 1943 – da CLT (Consolidação das Leis do Trabalho), e a Lei nº 6.019, de 3 de janeiro de 1974, para dispor sobre eleições de representantes dos trabalhadores no local de trabalho e sobre trabalho temporário.

Alguns pontos em discussão são o parcelamento de férias; participação nos lucros e resultados da empresa; banco de horas, com acréscimo mínimo de 50%; plano de cargos e salários; remuneração por produtividade; seguro emprego; entre vários outros.

Organizado pelo professor José Marcos Prado, o evento da UNIFEOB reuniu integrantes da sociedade, que atuam diariamente com direitos trabalhistas. Participaram do debate o empresário, Renan Menezes, o Coordenador de Relações Trabalhistas e Contratos, Danilo Doval, o Diretor Administrativo e de Operações, Eduardo Geremias, o Coordenador da Escola de Negócios, Dirceu Fernandes Batista, o contador Matheus Porto Moreira e a contadora Simone Bertolucci Dearo.

“O evento foi um sucesso desde a concepção, organização e realização. E teve uma contribuição efetiva para todos, pois tivemos a oportunidade de pensar sobre questões de grande valia para o desenvolvimento social e econômico do Brasil. Demonstramos aos jovens presentes que, embora sejamos um pequeno número dentro do nosso país, é necessário participarmos e incentivarmos o envolvimento de outras pessoas em assuntos de interesse social”, comenta o professor de Gestão de Recursos Humanos, José Marcos Prado.

Os estudantes elaboraram perguntas e tiveram a oportunidade de discuti-las com os profissionais. O 5º módulo de Administração foi um dos convidados para o debate, e a estudante Flávia Simões relata como a reunião foi importante. “Foi esclarecedora. Além de estarmos por dentro do que está acontecendo, podemos aprender com profissionais da área e saber as vantagens e desvantagens da reforma. Tivemos uma amplitude muito legal sobre o tema.”

Ainda não há uma data para que a nova lei entre em vigor, que se encontra em fase de apresentação e deferimento dos deputados para solicitação de audiência pública, entre outras solicitações/manifestações, mas o governo demonstra ter pressa na aprovação do Projeto de Lei.