Pesquisador fala sobre novo modelo para Agricultura

Pesquisador fala sobre novo modelo para Agricultura

UNIFEOB recebe pesquisador da Agroicone para debater o tema “agricultura de baixo carbono. O evento foi realizado para os universitários do Curso de Engenharia Agronômica, no dia 31 de maio e trouxe a reflexão para um tema contemporâneo e de grande importância.
A agricultura passa por uma revolução motivada pela preocupação com os impactos do aquecimento global e das mudanças climáticas. Devido a este cenário, as práticas agronômicas de baixa emissão de carbono vêm ganhando espaço.

 De acordo com o professor do Curso de Agronomia, Paulo Lazzarini, o enfoque atual sai da singularidade pela busca por lucros econômicos e passa a atender o desenvolvimento sustentável, que aborda também, a consciência ambiental e as questões sociais.
“A ideia é promover políticas públicas que incentivem e orientem o agricultor a adotar práticas sustentáveis, onde além de trazer benefícios ambientais, o produtor possa aumentar a lucratividade do seu negócio”, diz Willian Kimura, pesquisador da Agroicone.
Na análise do pesquisador, nesse novo modelo, o produtor que emiti menos carbono para atmosfera, ou seja, mantém o carbono no solo e na biomassa. “Os produtores podem fazer isso, por exemplo, utilizando o sistema de plantio direto, recuperação de pastagem e integração lavoura pecuária floresta, assim conseguem acesso às linhas de crédito mais favoráveis, que são oferecidas pelo governo através do programa ABC (Agricultura de Baixa Emissão de Carbono)”, explica Kimura.
Em um cenário futuro, como já é observado em alguns países desenvolvidos, o carbono será tratado como uma espécie de moeda. Já existem plataformas para comercialização de créditos de carbono, tais como “VCS” e “The Gold Standards”, nas quais pessoas e empresas podem comprar créditos de carbono de forma voluntaria.
“Essa abordagem multidisciplinar e atual amplia a visão dos futuros engenheiros agrônomos, não só como opção de atuação profissional, mas também, direcionam para o desenvolvimento sustentável”, observa o professor Lazzarini.

O professor da UNIFEOB destaca que o Brasil pela sua magnitude e importância no setor agropecuário não ficara atrás, além do plano ABC, o desenvolvimento de medidas direcionadas a esse novo modelo de agricultura serão indispensáveis.

 Colaboração: Willian Kimura e Paulo Lazzarini